segunda-feira, 18 de maio de 2015

Reciclagem do Lixo - Separação do Orgânico dos outros Materiais- Formação de Cooperativas de Catadores

Conscientização, Responsabilidade, Aprendizado, Respeito e Saúde; são cinco palavras importantes que podemos e devemos refletir no nosso dia a dia.

a) Conscientização: Toda população dever estar conscientizada para saber o que fazer com o lixo orgânico e os materiais que podem ser reciclados. Apesar de termos uma Lei Federal que exige que todos municípios tenham aterro sanitário controlado e não ter mais lixões a céu aberto, muitos não cumpriram o prazo determinado pelo governo federal. A lei 12305/2010, definiu um prazo até final de julho de 2014 para que os 5.570 municípios do Brasil acabassem com os lixões e fizessem o aterro sanitário.Até 02/08/2014, somente 2.202 municípios cumpriram o que a Lei exige. Um novo decreto de nº 8211/2014, prorrogou até 31/12/2015 o prazo para que os municípios restantes acabassem com os Lixões e façam os Aterros Sanitários. Esperamos que os prefeitos cumpram a Lei, para evitar que o Chorume (líquido da decomposição do Lixo orgânico), polua o solo e a água dos lençóis subterrâneos e dos mananciais.

b) Responsabilidade: Ter a sensibilidade de agir corretamente na hora de descartar o lixo; não misturando restos de comidas, papéis higiênicos e outros produtos não recicláveis com aqueles que podemos reaproveitar e fazer novos produtos, como: aparas de papel, papelão, plástico, metais e vidro.

c) Aprendizado: As pessoas que não estão acostumadas a separar o que pode ser reciclado ou não, devem aprender e ficar sabendo que a reciclagem promove uma economia muito grande de energia e água.

d) Respeito: Respeitar o Meio Ambiente; não jogando lixo ou materiais recicláveis nas ruas, praças, terrenos baldios, rios e outros lugares. Bocas de lobo ficam entupidas, rios poluídos e terrenos sujos.

e) Saúde dos Catadores: Às vezes, por falta de oportunidades e para a sobrevivência de sua família, muitos catadores de lixo reciclável se juntam no lixão para retirar alguns materiais para vender. Ficam sujeitos a pegar vários tipos de doenças como de pele, verminoses, bacterianas, respiratórias e outras. E ainda há aqueles que pegam coisas para consumir!

Infelizmente isso ainda acontece por vários motivos. Ex: muitas famílias não separam os materiais recicláveis, pois há falta de incentivo à formação de cooperativas de catado

COLETA SELETIVA DO LIXO - RESOLUÇÃO DO CONAMA Nº 275 de 25/04/2001

CÓDIGO DE CORES PARA OS DIFERENTES TIPOS DE RESÍDUOS

01)  AZUL - PAPEL E PAPELÃO

02)  VERMELHO - PLÁSTICO

03)  VERDE - VIDRO

04)  AMARELO - METAL

05)  MARROM - RESÍDUOS ORGÂNICOS

06)  PRETO - MADEIRA

07)  ROXO - RESÍDUOS RADIOATIVOS (LIXO ATÔMICO) - DE USINAS NUCLEARES.

08)  LARANJA - RESÍDUOS PERIGOSOS : HERBICIDAS, INSETICIDAS, PESTICIDAS, RESTOS DE TINTAS TÓXICAS, LÂMPADAS FLUORESCENTES, PILHAS E BATERIAS.

09)  BRANCO - RESÍDUOS AMBULATORIAIS E DE SERVIÇO DE SAÚDE. ALGODÃO E GASES, CURATIVOS, LUVAS, MÁSCARAS, BISTURI, SERINGA E AGULHAS.

10)  CINZA - RESÍDUO GERAL NÃO RECICLÁVEL OU MISTURADOS OU CONTAMINADOS QUE NÃO PODEM SER SEPARADOS.

Tipos de Lixo

I)  Lixo Orgânico: exemplos:  carnes diversas, ossos, cascas de ovos, borra de café, arroz, feijão etc.

II) Lixo Inorgânico: exemplos: Metais, Vidro, Papéis e Papelão, Plástico, Isopor etc.

III) Materiais Não Recicláveis:

Muitos materiais não são reciclados, por isso não devem ser misturados ao lixo orgânico.Exemplos; lâmpadas, espelhos, pilhas e baterias, vidro temperado, cerâmicas, teclado de computador, cabos de panela de baquelite, latas de tinta, esponjas de aço, clipes, grampos, papéis metalizados ou plastificados, guardanapos de papel e papel toalha usados, fotos, fita crepe, papel higiênico, papel carbono, adesivos, etiquetas. As lâmpadas fluorescentes queimadas e as baterias de celulares devem ser entregues num posto de coleta especializado.
Postar um comentário