segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Quantidade de Ministérios no Brasil

O  governo federal dá sinais de mudanças na área de gestão e administração pública, conforme noticiado pela mídia; como cidadão brasileiro, acredito que a presidente possa reduzir para 14 ministérios e juntar ou diminuir o nº de secretarias com status de ministérios. Como em alguns setores da máquina pública faltam funcionários, dá para aproveitar os excedentes  em outros setores e a máquina pública funcionar melhor. Alguns, de acordo com suas habilidades e cursos, poderão prestar concurso público para as vagas que deverão ser preenchidas; assim ninguém ficará desempregado.

INFELIZMENTE POUCA COISA ACONTECEU; 8 SECRETARIAS e orgaos COM STATUS DE  MINISTÉRIOS E 23 MINISTÉRIOS TRADICIONAIS. Total de 31 , a partir de 02  outubro de 2015. O nº ainda é excessivo.

Minha Sugestão é a seguinte:


01) Ministério da Educação e Cultura.
02) Ministério da Saúde, Saneamento Básico e Esporte.
03) Ministério das Relações Exteriores.
04) Ministério do Trabalho e Previdência Social.
05) Ministério da Indústria, Comércio e desenvolvimento Agro Pecuarista.
06) Ministério das Comunicações.
07) Ministério da Justiça.
08) Ministério da Defesa e Controle de Nossas Divisas.
09) Ministério do Meio Ambiente, Minas e Energia (tudo está interligado).
10) Ministério da Fazenda.
11) Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.
12) Ministério do Transporte e Infraestrutura.
13) Ministério do Turismo.
14) Ministério da Integração Nacional , Desenvolvimento Social com Moradia e Combate à Fome e Sede.

Não devemos esquecer: "Um povo com saúde, educação, trabalho e moradia, consegue tudo de bom na Vida" !

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

ÁGUA - A importância do uso consciente ! Uso incorreto da água do Aquífero Guarani. Parte I





Observações:  Este folheto explicativo foi feito em 2008 com a colaboração da nossa filha (Aline) no Layout e Editoração Eletrônica. O texto foi feito por mim. Aceito sugestões para melhorá-lo! Só para leitura; direitos de produção do folheto reservados para os autores.

Resolvi publicá-lo no BLOG observando as últimas notícias da mídia sobre as condições precárias de reserva de água nos nossos mananciais na nossa região e as dificuldades que certamente encontraremos num futuro próximo, caso não chova com intensidade na cabeceira dos rios e em toda a sua extensão. 

Se não fizermos um trabalho preventivo, recuperando as matas ciliares, muitos mananciais (nascentes, córregos, riachos, ribeirões, lagos e lagoas) poderão secar.
Resultado de imagem para foto de mata ciliar correta   Resultado de imagem para foto de mata ciliar correta    Resultado de imagem para foto de mata ciliar correta
Fotos tiradas da Internet, meramente ilustrativas de Matas Ciliares Corretas,para proteção dos rios.


Resultado de imagem para foto de  rios  sem mata ciliar   Resultado de imagem para foto de  rios  sem mata ciliar    Resultado de imagem para foto de  rios  sem mata ciliar
Fotos de rios e córregos sem mata ciliar; Vemos o assoreamento, com queda do barranco e diminuição da calha vazante das águas. Meramente Ilustrativa.


Não devemos esquecer que a população aumenta e a água potável poderá não ser suficiente para todos, embora o Brasil possua 12% da água do planeta: temos uma grande reserva de água no "Aquífero Guarani" (que está sendo utilizada) e um grande aquífero "Alter do Chão", que serve os estados do Pará, Amapá e Amazonas, com perfuração de  poços profundos.


O que é o aquífero ? 

 A mídia denunciou o uso incorreto das águas do aquífero Guarani e isso precisa de investigação !
O aquífero Guarani é a maior reserva subterrânea de água doce do mundo. A maior parte — 70%, o equivalente a 840 mil km² da área ocupada pelo aquífero, que tem 1,2 milhão de km² — fica no subsolo do centro-sudoeste do Brasil. O restante se distribui entre a Argentina, Uruguai e Paraguai, nas bacias do Rio Paraná e do Chaco-Paraná. A população atual por onde passa o aquífero é estimada em 15 milhões de habitantes.

Uma Reserva para o Futuro*

Copiado do  site do DAE de Araraquara só para fins ilustrativos.


sábado, 15 de agosto de 2015

Brasil, Terra de Amor e Paz



Este poema foi publicado no livro "Viver Poético" em 2007 (Editora Komedi), em comemoração aos 30 anos do CPAC (Centro de Poesia e Arte de Campinas) da Academia Campinense de Letras, em conjunto com muitos outros autores. CPAC - fundado em 25/07/1977.

Achei oportuno publicá-lo agora, nesse momento difícil que atravessamos, e que sirva de alerta para todos nós; o que queremos para nosso Brasil e seu povo?

Três palavras importantes que devem fazer parte de nossas vidas:
"Transformação, Superação e  Sabedoria". Prof. Alcínio.

Resultado de imagem para foto de pomba com ramo de oliveira

Quem quiser falar mal do Brasil,
Pode ir se retirando
Pois aqui, com trabalho fecundo,
Todos progridem e saem ganhando.

Haja vista os estrangeiros
Que aqui chegaram de mão abanando,
Hoje são ricos devidos aos seus esforços
E pelo vasto campo que acabaram encontrando.

Mas nem sempre o dinheiro traz felicidade,
Pois num deslize tudo poderá ocorrer.
Porem no Brasil, terra querida,
Paz e amor nunca vão morrer.

Devemos , pois , com orgulho,
Conclamar o povo brasileiro
Que continue a lutar com estas armas (Amor, Respeito, Ética...)
Que superarão o mundo inteiro.

Superarão bombas e foguetes
E tudo o mais;
Porque aqui a gente vive, convive;
Brasil é terra de amor e paz.

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Tampões de Ferro Fundido nas Ruas e Avenidas- Esgoto e Telefonia- Tubulações Antigas

Quem circula pelas Ruas e Avenidas de Campinas, tanto a pé como de carro, percebe que muitos tampões de Esgoto da Sanasa e alguns tampões de empresas telefônicas estão abaixo ou acima do nível do calçamento ou do asfalto.

Isso acontece pelo simples motivo; A empresa de engenharia que faz o recapeamento com asfalto não tem junto uma equipe de profissionais para fazer o contorno com concreto e recolocar os tampões no nível da Rua ou da Avenida. 
                            Sugestão: Levar junto profissionais para fazer esse acerto. Sabendo o diâmetro do Tampão, poderia levar junto um quadrado de concreto com um círculo no meio para encaixar exatamente o tampão e fazer o acabamento (podendo colocar uma borracha de vedação entre o tampão e a placa de concreto(com armação de ferro)) para aguentar o peso de caminhões e ônibus. Favor estudar essa sugestão!

Transtornos: Prejudica a suspensão dos veículos (danificando os amortecedores e outras peças do conjunto), podendo  provocar acidentes caso o condutor do veículo queira desviar desses tampões.

Na Rua Uruguaiana, entre José Paulino e José de Alencar tem um serviço muito bem feito em um tampão, com borda de concreto no nível da Rua.

Algumas ruas e avenidas que notei problemas nos tampões:

Nas Avenidas José de Souza Campos ( Norte- Sul , Andrade Neves, Orozimbo Maia, Rua Henrique Barcelos, Av. Saudade(perto da Sanasa e até perto do Cemitério), Rua da Abolição, Rua Proença, Rua Benjamin Constant perto do Mercado Municipal  e muitos outros locais tem tampões desnivelados . Sabemos que não dá para arrumar tudo em pouco tempo mas se começar, em 1 a 2 meses, dá para fazer o serviço, dependendo do nº de trabalhadores que o farão.

A Sanasa está entre as 10 melhores empresas do Brasil no setor de Tratamento de Água e Esgoto e merece o reconhecimento da população de Campinas. Esperamos que se coloque uma equipe para verificar e resolver o problema desses tampões desnivelados com as ruas e avenidas.

Sabemos que a Sanasa está substituindo várias tubulações, tanto de água como de esgoto pelo simples motivo; a cidade cresceu muito e as tubulações antigas não suportam mais o fluxo, tanto de água como de esgoto ou porque ainda temos muitas manilhas de barro de 4" e 6" (por ex.) e que muitas tubulações que levam a água  para nossas casas ainda são de ferro galvanizado e em muitos lugares podem ter vazamento o que provoca a perda de mais de 20% da água tratada segundo os especialistas na área.

Solução tem: mesmo fazendo aos poucos dá para acertar essas irregularidades.
Já enviei e.mail para 195 da Sanasa solicitando providências; se você notar na sua rua ou no seu bairro algum problema na rede de água e esgoto, pratique cidadania: telefone para 156, 195, solicitando uma solução.

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Papel Higiênico e outros produtos - Preços- Promoção - Cuidados na Hora da Compra

Ao fazer compra em Supermercados, Atacadistas, Armazéns, Mercearias, devemos ter o máximo de cuidado na hora de comprar produtos em promoção ou com propaganda na embalagem; tenha sempre em mãos uma calculadora e verifique se há vantagens ou não na compra de um determinado produto. Essas situações acontecem com papel higiênico, sabonetes, macarrão instantâneo, pastas de dente, vidros de azeite (leve 750 ml e pague 500 ml), sucos em cx. Tetra Pak e muitos outros produtos que são colocados em promoções. 

Dia 03/08/2015, entrei em contacto com uma  das maiores empresas do Brasil que fabrica papel higiênico de qualidade e questionei a propaganda feita na embalagem. A pessoa que atendeu disse que passaria a minha colocação para o setor responsável.

Essa empresa embala esses produtos com 4,8,12,16,24,32,48,64.... rolos de papel higiênico.

Nas embalagens maiores de papel higiênico (por exemplo),  o preço individual do cada rolo de papel tem que ser igual ou menor do que o produto que está em embalagem menor. Veja o exemplo abaixo:

Papel Higiênico; Leve 8 e pague 7; se a embalagem for de 16 rolos, o correto será pagar 14 e não 15 como consta na embalagem; mesma proporção deve  ser feita na embalagem de 24 rolos em que o certo é pagar 21 rolos e não 22 como consta na embalagem,
Justificativa: se em 8 rolos você ganha 1, na embalagem de 16 rolos você tem que ganhar 2 e assim sucessivamente.

Obs: Se você perceber que o preço individual do papel higiênico for maior nas embalagens maiores então compre várias embalagens menores. Ex: se 2 embalagens com 8 rolos custarem menos que uma embalagem com 16 rolos, então leve 2 com 8.

Atenção: Se você tiver dúvidas ou problemas em relação a um determinado produto, faça valer os seus direitos; ligue no 0800 da empresa e faça o seu questionamento ou sugestão.







segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Arena Multiuso para futebol, escola e creche

Todos os dias a mídia escreve ou fala das dificuldades que o país atravessa para voltar a crescer (ajuste fiscal, desemprego, alta do dólar, queda das bolsas de valores ...) e as situações financeiras em que se encontram os times de futebol do Brasil.


SUGESTÃO:

Acredito, como professor, que os arquitetos e engenheiros deveriam estudar projetos de construção de estádios para clubes de futebol pensando no uso, não só pelos atletas mas também pelos moradores das comunidades vizinhas, com creches e escolas. A parte de baixo das arquibancadas poderiam ser utilizadas para esse fim, com entrada das crianças e jovens pela parte externa da mesma. Alguns países do mundo já fazem isso e no Brasil já tem  estádio  com 25 salas de aula embaixo das arquibancadas (Ex:  Univates -Vale do Taquari- Lajeado/RS); Gabão na África também usa o espaço embaixo das arquibancadas para salas de aula. Para evitar problemas, o estádio seria municipal com parceira publica privada;  a  prefeitura de Campinas e a empresa construtora receberiam aluguel pelo uso nos dias de jogos, de shows... e manteriam a conservação do mesmo. A manutenção dos 2 ou 3 centros de treinamento seria de responsabilidade dos  clubes que fariam uso dele. Poderia até ser feito um campo menor para ser usado pela comunidade, com entrada separada dos outros centros de treinamento. É uma ideia que precisa ser bem estudada e analisada pelas autoridades municipais  e dirigentes dos clubes de futebol de Campinas para saber de onde sairiam os recursos financeiros e a viabilidade do projeto. Fazer um estacionamento para motos, carros e ônibus, com seguranças, cobrando um valor de R$10,00 (no máximo), por um período de 4 a 5 horas, para manutenção do mesmo.

O texto abaixo foi tirado do site da Univates para ilustração.

Saiba mais sobre o Estádio Olímpico da UNIVATES

Além do futebol, o atletismo olímpico também é um esporte que passa a ser contemplado com a estrutura da Univates, por meio de pista sintética, certificada pela Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF) e apta a sediar competições de nível internacional. O local pode receber competições em diversas modalidades de atletismo, como salto em distância, salto em altura, arremesso de disco, de dardo e martelo.
Esta foi a primeira obra da qual a Univates teve total gerenciamento e administração, principalmente a parte da arquibancada. Dessa forma, o custo final da obra tornou-se significativamente menor. Além dos ganhos esportivos, o ensino também tem espaço nas 25 salas de aula disponíveis, e algumas, inclusive, já receberam atividades acadêmicas. As salas estão localizadas na parte inferior das arquibancadas, com capacidade para receber 1.920 pessoas, incluindo espaço para pessoas com deficiência.
A água que irriga o campo é proveniente de duas fontes: da chuva, por meio dos telhados do Complexo Esportivo e do reaproveitamento da água do próprio campo, e de um poço artesiano. A cisterna tem capacidade para armazenar 80 mil litros de água da chuva. A obra fortalece o ideal da Univates, de sempre buscar a sustentabilidade e a eficiência energética em suas novas edificações.
 Resultado de imagem para foto do estadio da univates  Resultado de imagem para foto do estadio da univates   Resultado de imagem para foto do estadio da univates
Imagens do estádio da Univates (fotos meramente ilustrativas).


Fotos do estádio no Gabão ( África)-meramente ilustrativas.
Salas de aula embaixo das arquibancadas.

Resultado de imagem para estadio no Gabão com sala de aula  Resultado de imagem para estadio no Gabão com sala de aula   Resultado de imagem para estadio no Gabão com sala de aula



Em 26/12/2012, o Correio Popular de Campinas publicou no Correio do Leitor um texto sobre o assunto acima.


Arena multiuso
Alcinio S.Daher
Professor, Campinas
Seria muito importante a construção de uma arena multiuso para os dois clubes de Campinas utilizarem, mas o local apropriado, creio eu, seria perto do Aeroporto de Viracopos, na Rodovia Santos Dumont, perto da Rodovia dos Bandeirantes. Por que isso? Além de facilitar a locomoção dos times de Campinas e dos que vem jogar aqui, facilitaria também o trabalho da Polícia Militar na prevenção. Os dois estádios, nos lugares que estão, muito populosos, sem estacionamento, com trânsito intenso, não têm condições de receber grandes jogos. Além da arena, estacionamento fechado, poderiam ser construídos dois centros de treinamento e a parte de baixo das arquibancadas poderia ser utilizada como escola ou creche pelos moradores dos bairros próximos. (...)



Outra Sugestão:  Para não atrapalhar o trânsito na entrada e saída para o Aeroporto de Viracopos, a arena poderia ser construída depois da entrada do mesmo (lado direito no sentido Campinas-Indaiatuba), com uma avenida ligando a arena com o Aeroporto, facilitando a locomoção dos times que usariam o avião para se locomover.