sexta-feira, 1 de julho de 2016

Calçadas, Cães e Pombos


Calçadas Sujas e desniveladas: Problemas causados pelas fezes de Cães, Gatos e Pombos.


Resolvi publicar novamente com outro título para chamar a atenção da população e das autoridades sobre o perigo que passam as pessoas que caminham nas calçadas de várias cidades (entre elas Campinas) e as doenças que poderão ser provocadas pelas fezes  e urina desses animais, além do mau cheiro.



01) Cachorros (Cães).

Em 14/04/2010, foi sancionada pelo então prefeito de Campinas, Dr. Helio de Oliveira Santos, a Lei 13822/2010 que regulamenta a questão da coleta de fezes de animais nas calçadas, praças, ruas e avenidas de Campinas, com multa para quem não coletar as fezes do seu animal, caso não coloque em saco plástico e em local adequado. Lamentavelmente é uma Lei difícil de ser aplicada porque fica inviável a prefeitura ter centenas de fiscais para multar as pessoas que não a cumpre. Querer que um cidadão campineiro fotografe e envie a foto para a prefeitura,  indicando quem deixou as fezes nas calçadas é deveras complicado; se for seu vizinho ou conhecido, você pode até conversar com o mesmo e pedir a colaboração para manter o ambiente limpo. É só a prefeitura  de Campinas colocar alguns fiscais nas ruas do centro e adjacências,  multar as pessoas que insistem em não coletar as fezes dos seus cães, que a situação poderá minimizar.


A imprensa (TV, Rádio e Jornal), poderia entrar nessa campanha de limpeza, mostrando aos que não cumprem a Lei e que ao mesmo tempo demonstram falta de atitude cidadã, o caminho certo para manter um bom relacionamento com toda comunidade. Colocar cartazes em padarias, bares, restaurantes, supermercados, mercearias, lotéricas, bancos, também ajudaria nessa campanha.

02) Pombos .

E as fezes de pombos? Essas pequenas aves, alimentadas por algumas pessoas e que comem até restos de alimentos jogados nas ruas e calçadas , transmitem um grande número de doenças, quando uma pessoa toma contato com as fezes das mesmas, principalmente respiratórias, de pele e outras, por causa das bactérias, fungos e protozoarios (Toxoplasmose). Ao aspirar o pó do chão, que contem as fezes secas, as pessoas acabam se contaminando e ficando doente. Podem também levar as fezes para casa na sola do tênis ou sapato;por isso é importante tirá-los quando chegar em casa, lavar a sola dos mesmos com escova e sabão e secar ao SOL.

O que é Toxoplasmose ?

Toxoplasmose: Doença transmitida pelo protozoário Toxoplasma gondii, que poderá estar presente em gatos , cachorros e outros animais; algumas pessoas (adultos e crianças) têm a mania de beijar cães, gatos e não sabem o perigo a que estão sujeitas; o protozoário pode provocar problemas graves em bebês recém nascidos caso a mãe esteja contaminada (daí a importância do pré natal e exames de sangue).
A criança poderá sofrer convulsões, nascer com pulmões e baço grandes, os dentes e a pele poderão ficar amarelados e em muitos casos aparecem infecções graves nos olhos, com diminuição da visão, podendo ter sequelas para sempre ou  não.

Campinas : Largo São Benedito (Calçadas e Praça) e Largo do Rosário:

Um local que tem muitos pombos é Largo São Benedito, ao lado do Hospital "Casa de Saúde de Campinas" , com muitas fezes e urina das aves  nas calçadas e nas ruas Irmã Serafina e Boaventura do Amaral; sem deixar de falar do Largo do Rosário (Cartão Postal de Campinas). Seria importante diminuir o nº de aves (levando-as para uma mata), lavar os locais com água e cloro, fazer folhetos, explicar para a população o perigo, pedindo a colaboração evitando jogar farelo de milho e outros alimentos para alimentar essas aves. Colocar cartazes sobre doenças provocadas por pombos em locais de grande movimentação de pessoas.

Largo do Rosário: Infelizmente muitas pessoas ainda levam seus filhos, netos e talvez bisnetos com quirela de milho para alimentar os pombos; centenas deles surgem num instante. Ninguém, em sã consciência quer a morte dos pombos; alimentação à vontade nas praças, largos e jardins, provocam o aumento da população dessas aves. Seria importante algum funcionário da Saúde e Vigilância Sanitária, permanecesse alguns dias no largo do Rosário distribuindo folhetos e pedindo para as pessoas não alimentarem os pombos. Estudar um plano para recolher essas aves e levar para uma mata ao redor de Campinas.

Observe as fotos abaixo, onde vemos muito cocô de Pombos: Largo São Benedito, Calçadas da Irmã Serafina e no asfalto da Rua Boaventura do Amaral.

Sugestão: Lavar com água de reuso e cloro; pelo menos uma vez por semana.


Rampa para Cadeira de Rodas- (Rua Irmã Serafina com Rua Duque de Caxias).

 Calçada- Rua Irmã Serafina (Largo São Benedito)

Largo São Benedito

        Foto com muito cocô de Pombos na Rua Boaventura do Amaral (ao lado do Largo São Benedito).

Obs: As pessoas que usam as calçadas, principalmente na Rua Irmã Serafina, ao lado da Casa de Saúde, se entrarem no hospital para visitar alguém ou permanecer no pronto socorro, poderão levar bactérias e fungos na sola do calçado, contaminar o ambiente, com possibilidade de passar mais uma doença para quem lá está, tanto no Pronto Socorro como nos apartamentos dos internados.

  Resultado de imagem para foto de pombas nas arvores
Essa  imagem foi copiada do site greenme.com.br  da Internet (só para ilustração)

"As principais doenças transmitidas pelos pombos, segundo o site "TUA SAÚDE" são:
  • Criptococose : provocada por fungo e pode causar meningite.
  • Histoplasmose: provocada por fungo que ataca os pulmões.
  • Salmonelose: provocada pela bactéria Salmonella, causa vários sintomas.
  • Ornitose: Provocada por bactéria e pode causar pneumonia, febre, tosse,etc.
  • Toxoplasmose: Provocada por protozoário e causa problemas no fígado,baço, olhos febre. As mulheres grávidas tem que tomar muito cuidado para que seu filho não nascer com  problemas de visão e outros.
  • Dermatites: problemas graves na pele.
  • Alergias: respiratórias (rinite, por exemplo).
  • Psitacose: Provocada por bactéria, causa cefaleia, febre, acessos de tosse e outros.
  • Tuberculose avícola."
É importante evitar o contato com os pombos de rua porque podem causar inúmeras doenças: meningite, cegueira, infecções no cérebro, dos pulmões e dos intestinos.
A forma mais comum de infecções causadas pelos pombos é feita pelas vias respiratórias, através da inalação das fezes secas depositadas nos mais variados lugares, como em carros, chãos, janelas e calçadas. Porém, outro modo de contaminação é através do piolho dos pombos que podem cair sobre as pessoas quando eles voam.

Em Araraquara  (G1 e EPTV de 28/05/2015),está em teste a iluminação de  uma praça com refletores anti pombos; luz amarelada que imita os raios solares; segundo o site greenme.com.br , de cada 10 pombos 9 voltaram para as matas. Os refletores são ligados a partir das 16:30 horas e ficam ligados até o amanhecer."Projeto da Secretaria do Meio Ambiente".

Sugestão: Os responsáveis pelo setor de Zoonoses da Prefeitura Municipal de Campinas poderiam entrar em contato com o Ibama e Prefeitura de Araraquara para verificar se o projeto acima deu certo e aplicá-lo também em Campinas.

03)  Fotos de Calçadas Sujas, Esburacadas e Desniveladas.












Postar um comentário