quinta-feira, 23 de abril de 2015

Trânsito

Campinas : Infelizmente, nas décadas de 1960 e 1970, não houve planejamento adequado para a questão do trânsito e transporte coletivo na nossa cidade. hoje, com mais de 1,1 milhão de habitantes; penso que mais de 700.000 veículos rodam diariamente  em Campinas, incluindo os que vem de outras cidades da região metropolitana, de SP , outras cidades  e de outros estados. Precisamos de um estudo de engenharia para verificar a possibilidade de se implantar Metrô ou um outro meio de ligação, usando os canais das linhas de trem (ativadas ou desativadas). Com todas as dificuldades de locomoção que atinge Campinas , é de extrema importância a colaboração de todos para minimizar a situação.

COMPARAÇÃO  DE DADOS DA POPULAÇÃO DE CAMPINAS DE 1960 ATÉ OS DIAS ATUAIS; APESAR DA ABERTURA DE ALGUMAS AVENIDAS, O AUMENTO DA POPULAÇÃO E DE VEÍCULOS TEM INFLUÊNCIA DIRETA NO TRÂNSITO.

 Os dados da tabela abaixo (1960 a 1996) foram tirados da publicação de 1998 da Prefeitura de Campinas. Observamos que de 1960 a 1980 a população de Campinas aumentou em mais de 200%.

Censo Demográfico - IBGE
Campinas
% de aumento da População
1960
     219.303 habitantes
43,76% em relação a 1950
1970
     375.864 habitantes
 71,39 %  em 10 anos
1980
     664.559 habitantes
 76,81%   em 10 anos
1991
     847.595 habitantes
 27,54%   em 11 anos
1996
     908.906 habitantes
 7,23%       em 5 anos
2015 (Previsão - atualizado de 2014)-   cálculo aproximado.
Perto de 1.100.000 habitantes
 21,02% em 18 anos  e 3 meses ( + ou -).

O texto abaixo foi publicado no Correio do Leitor (14/11/2013); espero que a leitura dele nos leve a uma reflexão do que queremos para nós , nossa cidade e região.

Trânsito

Alcínio Daher
Professor, Campinas

Todos sabemos que a Emdec não tem agentes de trânsito em número suficiente para fiscalizar toda a cidade, mas quem observa e transita em Campinas vê, todos os dias, as inúmeras infrações cometidas pelos condutores de todos os tipos de veículos. Uso do celular ao volante, filas duplas nas principais avenidas, carros em cima de calçadas, o não uso da seta quando se vai fazer uma conversão, veículos sem lanterna, alguns sem para choques ou faróis, estacionamento em locais proibidos, desrespeito à placa “Pare”, som alto nos carros (de madrugada) e outras. Sugestão: uso da mídia e de folhetos para pedir aos motoristas e motoqueiros a colaboração e harmonia no trânsito; bloqueios da polícia militar, sem definir o dia, em todas as saídas da cidade, para verificar documentação e outras irregularidades. Pedestres devem ser orientados para não atravessar a rua falando ao celular.

Correio Popular de 14/11/2013
Postar um comentário